Sinal vermelho

O stress é o grande vilão da vida moderna, o mundo corporativo exige que seja feito tudo ao mesmo tempo e agora (e se não fizer tem quem faça), as mulheres exercem papéis múltiplos de mãe, mulher, esposa, profissional, dona de casa (e ainda se culpam quando não conseguem fazer tudo o que precisavam), o mundo parece mais acelerado que antes (exceto quando estamos parados durante horas no trânsito).  Blá blá blá blá blá…todo mundo está careca de saber de tudo isso,  já é um assunto batido e explorado ao extremo, e como eu ia dizendo, ninguém tem tempo para isso!

Após o ápice do assunto stress, veio a onda da qualidade de vida, priorização da saúde, equilíbrio emocional, valorização da vida pessoal, outro blá blá blá sem fim que serviu apenas para mascarar o mal que já estava irremediavelmente enraizado na chamada vida moderna.  Aliás, serviu também para complicar ainda mais a nossa vida.

Veja o meu caso: trabalho cerca de 9 horas por dia (em determinadas épocas, a carga horária chega a 12, 13, 14 horas!).  Faço questão de pelo menos levar meus filhos na escola (para não correr o risco de ficar sem vê-los, afinal, não sei se o dia vai até às seis da tarde ou até a meia noite), de arrumar a mochila e lancheira deles todos os dias (além de ler as agendas, comunicados, assinar autorizações, responder recados das professoras, pagar os passeios…) e de conseguir brincar, conversar, beijar, abraçar e fazer dormir as pessoinhas que mais amo na vida.  Tenho que dar orientações e atenção para a Sandra, que apesar de cuidar da minha casa com muita competência e dedicação, precisa que a dona da casa dê algumas diretrizes do que precisa ser feito e resolva as questões domésticas mais importantes.  Preciso também fazer supermercado, ir à farmácia, padaria, comprar presentes de aniversário, roupas para os meninos – inclusive para as festas que precisam de vestimentas especiais: Carnaval, festa junina, halloween, eventos da escola – e roupas para mim (ok, não vou reclamar desta parte).  Como publicitária, tenho que estar sempre muito bem informada, seja sobre política, cultura, inovações tecnológicas, redes sociais, mercado publicitário e até sobre o que está acontecendo no Big Brother Brasil.

Além de, é claro, ter que manter as unhas feitas, a depilação em dia e o cabelo cortado.  Ligar para as amigas (afinal, a amizade também precisa ser alimentada), falar com a mãe, falar com a sogra, tomar pelo menos 2 litros de água por dia, fazer xixi para eliminar todo esse líquido, se alimentar de 3 em 3 horas e escovar os dentes após cada refeição.  Tenho também aula de Pilates, médico, pediatra dos meninos, dentista, e ocasionalmente uma drenagem linfática ou um happy hour para garantir a qualidade de vida…

Ah, tem o marido.  Tem que estar disponível, dar carinho, amor, atenção, e ainda ter criatividade para não deixar o casamento cair na rotina.  Sem esquecer de encontrar um tempinho para tomar banho e dormir todos os dias, é claro.

Mas ser mulher maravilha tem seu preço.  Atenção aos sintomas que sinalizam que você está perdendo o controle da sua vida ou que alguma coisa está errada (baseados em fatos reais):  

– quando você não consegue comprar o que precisa no shopping porque as lojas fecham muito cedo (22 hs!)
– quando você acha um absurdo as padarias e farmácias não funcionarem 24 horas.
– quando você ouve a musiquinha do programa do Jô e pensa: – Ué, achei que ainda estivesse no Jornal Nacional!
– quando acha que está no lucro quando consegue dormir 4 horas por noite – e ainda seguidas!
– quando começa a reclamar que os filmes do Intercine e Corujão são uma porcaria.
– quando sai para almoçar e encontra os restaurantes tirando os pratos do buffet e colocando as cadeiras em cima das mesas.
– quando seu marido diz que precisa te contar uma coisa na segunda-feira e você só fica sabendo do que se trata no sábado.
– quando você reza para chegar o feriado para poder arrumar o seu armário.
– quando você acha na bolsa um pedido de exame médico de 6 meses atrás.
– quando seu filho pede para jogar futebol com ele e você sugere que ele jogue DS ou faça um desenho só para poder ficar um pouco sentada.
– quando você vai fazer seu filho dormir e dorme antes que ele – e em qualquer posição.
– quando você prefere que não tenha feriado para não ter que trabalhar o dobro na semana seguinte.
– quando você consegue dar uma cochilada enquanto o sinal está fechado, acorda com buzinadas e não sabe onde está .
– quando só você consegue assistir a todos os jogos da Liga Mundial de Vôlei Feminino, que acontece no Japão.

É, não tá fácil não…mas ainda tenho tempo de escrever aqui…não é incrível?

Anúncios

7 comentários (+add yours?)

  1. Ge
    Nov 09, 2010 @ 12:13:17

    Lê, é isso mesmo!
    Às vezes minha vida está tão louca que eu me sinto numa montanha russa, e penso em pedir para o mundo parar, porque quero descer… Mas a gente continua, porque neste parque tem outros brinquedos tão legais!!
    Faço idéia de como sua vida está loka, loka, pq aqui em Petrolina posso contar com atenuantes, como a falta de trânsito e a proximidade… de tudo! já que nada aqui é longe! Mas sei o que é trabalhar horas e horas a fio, e ainda assim não dar conta do que tem pra fazer, e chegar em casa e ter tantas outras coisas, e querer assistir a um filme e não conseguir, e ainda ter que lutar com a consciência pesada de quem gostaria de fazer tudo e tão bem e simplesmente não consegue.
    Vou ficar torcendo que vc consiga sempre renovar seu estoque de super-poderes e continue postando no seu blog com frequência. Com ele eu relaxo, mesmo quando o circo pega fogo por aqui. Esse “contato com vc” me faz muito bem!
    Obrigada!
    Beijos!!

    Responder

  2. Tania Muller
    Nov 09, 2010 @ 13:11:55

    Lê, essa semana já sofri do sintoma “quando você vai fazer seu filho dormir e dorme antes que ele – e em qualquer posição.”… perguntei pro meu príncipe: “vamos assistir a um filme antes de nanar?” e ele prontamente me respondeu: “vamos… qué Tarzan!” Eu coloquei o Tarzan e começamos a assistir… uma hora e meia depois, eu roncando no sofá da sala e o Max quietinho, só olhando pra tv… eis que o Alê entra e diz “puta sacanagem, Tâ, o Max acordado olhando há um tempão pra tela “menu principal”… hahahahahahaha….. Beijão.

    Responder

  3. Alê
    Nov 11, 2010 @ 22:50:12

    S E N S A C I O N A L Lê. Parabéns querida. Publica no face pra gente não esquecer de ler.

    Responder

  4. Mari
    Dez 27, 2010 @ 18:28:36

    É Amiga, ser Mulher Maravilha tá difícil, mas Você consegue mais que isso…. Consegue ler nossas mentes e dizer em palavras atos frequentes do Mundo das Mulheres Maravilhas com doçura e carinho. Pareço estar num divã, refletindo sobre meu dia! Q bom saber q muitas Mulheres passam por isso c/ nós!
    Beijos
    Mari

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: